domingo, 23 de julho de 2017

5 Passos para Montar um Orçamento - Guia Básico



Não vê a hora de estar numa praia dessas, sem dívidas, só curtindo? Então leia esse post, e dê início à virada financeira na sua vida.

Se você está finalmente querendo sair da berlinda financeira, decidiu mudar atitudes, quer que sobre dinheiro no fim do mês, e não que sobre mês no fim do dinheiro, leu em algum lugar que é preciso fazer um orçamento doméstico pra conseguir controlar as finanças, mas ainda não tem ideia de como fazer isso. Acompanhe esse post que você já vai sair daqui um economista...

...pelo menos com certeza vai bater 90% das pessoas, que vivem como náufragos financeiros, navegando de cartão em cartão, de cheque especial para empréstimo, comprando o que não precisa, pra agradar quem não gosta, com dinheiro que não tem (eita chavão!)

Se seguir essas dicas simples à risca, e se mantiver firme, você terá um futuro financeiro, e não somente rombos financeiros. Ok?



Sigamos em frente...


1- DEFINA SUAS RECEITAS

Pegue uma folha de papel, e escreva tudo que você ganha. Salários, comissão, aluguéis. Se não for fixo, faça uma média PRUDENTE (Prudente não é Colgate!)
É pra estabelecer um valor conservador, por baixo.

Some tudo.


2- DEFINA SUAS DESPESAS

Primeiro anote as fixas:
Aluguel, Plano de Saúde, Telefone, Internet, Energia, Banco etc.

Fixo não é o valor, mas sim a despesa que você SEMPRE tem, e que pode estabelecer um valor médio com facilidade.

Depois anote as despesas variáveis. Mais uma vez, faça uma média: Alimentação, Transporte, Lazer.

*Cartão de crédito, SE TIVER, não é nem fixa, nem variável, será outra classificação - DÍVIDA!

Por último, ainda nas despesas, as DÍVIDAS: Prestação do Carro, Émpréstimos, Parcelas do Cartão de Crédito* (Próximo post será sobre a questão dos Cartões, wait for it!)


3- AGORA SUBTRAIA


Diminua do valor das receitas as despesas totais. Se o saldo for positivo, você está no caminho certo. Se for negativo, então você tem duas opções:

- Aumente suas receitas
- Diminua suas despesas

Não há atalhos, não há alternativas!

Aqui no blog há várias dicas de como seguir a segunda opção.


4- CADERNINHO DE ANOTAÇÕES



Agora a parte chata, que 110% das pessoas não seguem à risca. E por isso não sabem em que gastam. Dizem que sabem, mas não é verdade.

Anote tudo que gasta. Ande com esse caderninho pra cima e pra baixo. Ou baixe um aplicativo e leve no celular. O ruim dos App financeiros é que ficam no meio de vários outros, e acabam perdidos, junto com suas possibilidades de melhorar a vida financeira!
O caderninho vai estar lá pra isso!

Tente classificar cada gasto de acordo com os itens do orçamento que você escreveu nas DESPESAS.
Tipo,
Saiu pra lanchar = Lazer
Pagou aluguel = Aluguel
Abasteceu o carro = Transporte
Fez mercado = Alimentação
Pagou uma conta de telefone = Telefone óbvio

Ao fim do mês, separe todos os gastos por categorias. E com essa importante informação, monte o próximo orçamento. Assim, cada vez mais, ele vai se aproximando da realidade.

No próximo mês, enquanto anota as despesas, já vá subtraindo do total do item.
Tipo,
Estabeleceu 500 reais pra alimentação e gastou 100 no mercado. Agora só faltam 400. Estabeleceu 200 pra lazer, chutou o pau da barraca e saiu pra jantar fora em alguma comemoração e gastou 150! Agora vai ter que passar o resto do mês com 50 reais pra lazer.

Algo que me desanima, é anotar os centavos. O que eu faço? Aproximo minhas despesas pra cima, sempre, e a diferença de moedas, guardo num cofrinho. Quando tenho várias, eu troco por notas, e ainda ganho com isso.
Tipo,
Almocei fora e deu 9,80
Anoto:
ALMOÇO - 10,00 - ALIMENTAÇÃO
E coloco 0,20 centavos no cofrinho! :D
Isso tira aquela pressão de registrar "até" os centavos.


5- CONSOLIDAÇÃO

Faça isso diariamente, com regularidade, lembre que seu sucesso ou seu fracasso financeiro depende disso. Depois de uns 3 meses, você já vai ter uma boa noção de que ralo estava sugando seu dinheiro, para que buraco ele estava indo. Coisas que você achava que não gastava muito, você vai tomar um choque de realidade. Depois de 6 meses fazendo isso, você já pode se considerar consolidado. Agora é só manter o hábito.

Fazendo isso de forma regular, você vai finalmente manter suas finanças sob controle, e saber onde está gastando de fato. Depois disso, vem a segunda parte (fica pro próximo post da série), onde você vai aprender o que fazer com o dinheiro pra conseguir a liberdade financeira.
Mas se você chegou até aqui, e está conseguindo controlar suas finanças, já pode comemorar, pois a grande maioria não faz nem metade disso!




Só não adianta controlar as finanças, MAS NÃO TER AS FINANÇAS SOB CONTROLE!
Acredite, isso acontece!
Controlar tudo que gasta, mas gastar mais do que ganha. Está nadando pra trás.

E aí, o que achou? Você já tem o hábito de controlar rotineiramente suas despesas? Onde isso te ajudou?

Um abraço e boa sorte nessa caminhada.

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Dicas pra Quem Não Pode (ou Não Quer) Pagar Seguro de Carro



E aí turma da blogosfera, e você que veio procurar mais uma dica legal pra economizar. Vim aqui pra dar umas dicas boas pra você que não aceita os valores absurdos cobrados pelas seguradoras, sem falar nos critérios altamente justificados para as diferenças de preços.

- Menor idade, fica mais caro
- Mulher como motorista, mais barato
- Leva cachorro nos passeios, mais caro
- Poliu o carro com cera original, mais barato

Convenhamos, tem horas que as seguradoras parece que tiram na sorte os critérios, e o valor vai lá pra cima.

Eu sou a favor sim do carro ter seguro, afinal a violência tá muito forte em relação a roubo de carros.
Principalmente se for um carro mais novo, mais caro.. logo, mais visado.

Mas a grande maioria de quem quer poupar, e economizar com veículo, acaba tendo um carrinho mais simples, popular básico, apenas pra transporte (meu caso).
Aí se colocar um seguro, os custos aumentam significativamente.
Logo, muitos pensam em não fazer seguro e confiar e torcer pra nada acontecer.

Se você está nesse grupo, ou pensa nisso, seguem algumas dicas muito boas pra você não ficar na mão se tentarem roubar seu carro.

1- Coloque um rastreador

Definitivamente uma peça útil. Com um desses é possível saber em tempo real onde tá o veículo. E tem uns que ainda bloqueiam o combustível do carro  bastando apenas um comando via SMS.

A dica aqui é comprar um bom equipamento pela Internet, e mandar um técnico instalar. Porque se for direto no técnico, pra comprar o rastreador que ele vende, pode sair muito caro.

Eu uso esse daqui:



(Não tô fazendo propaganda não, quem dera já estar nesse nível de receber por merchandising hehe :D )

Custa em torno de 120 reais. Paguei 100 reais pra colocar. Alguns cobram um pouco mais caro. Mas nada que uma boa pesquisa não te ajude a achar o mais barato.
Não gastei nem 300 reais, isso incluindo chip e créditos pra colocar no rastreador (precisa de um chip e créditos)

Aí, se alguém levar seu carro, seja estacionado ou com você dirigindo, numa abordagem de assalto, basta entregar o veículo SEM REAÇÃO. Vá pra casa tranquilamente, acione a polícia, informe a situação e diga que o carro tem rastreador e sabe onde ele está. Através de um dos celulares que você cadastrou nele, (dá pra 5 números) você bloqueia e rastreia seu veículo.

2- Cadeados

Essa dica é excelente, simplesmente trancar o carro com cadeados. Eu uso dois tipos, e asseguro a você, bandido nenhum vai querer ter trabalho dobrado pra levar um carro. Ladrão de carro leva os mais fáceis, ou mais suscetíveis, dos donos mais desatentos, que estacionam na rua, sem nenhuma segurança.

Eu uso esses dois tipos:


Cadeado para embreagem/freio e volante;
Com ele o mala não vai ter como girar a direção, nem frear. Impossibilitando dirigir.



Cadeado para câmbio e freio de mão.
Esse é um dos melhores. Não dá pra sair com o carro assim, o bandido vai ter que fugir em primeira marcha, e com o freio de mão puxado. Nem o carro do Batman!

Com esses dois cadeados o veículo vai ficar igual carcaça de carro que serve de lanchonete, não sai do canto!

Há outros tipos, como a trava de pedais ou o só de volante, mas essa trava de pedal deve ser horrível pra colocar, e o só de volante eu acho meio grande e aparece muito. Se bem que o cadeado ficando visível afasta o ladrão, ele sequer chega perto do veículo.




Garanto a você que ninguém vai querer ter trabalho pra assaltar um carro com cadeados bem trancados!

3- Dicas gerais

Outras coisas que todo mundo já sabe são:
- Ter um bom alarme no carro (muitos rastreadores já vem com essa opção);
- Não estacionar em locais perigosos
- NUNCA esquecer o carro aberto
(Parece óbvio, mas você se surpreenderia se soubesse o tanto de gente que se esquece disso!)
- Não deixar objetos de valor dentro do automóvel

Infelizmente, contra incêndios e colisão, só um seguro mesmo. Mas se você acha que a probabilidade é pequena, então pense bem. Pode valer a pena não ter um seguro pra evitar esse alto gasto pra quem tem carro.
Já se você dirige muito, viaja muito, e principalmente se OUTROS dirigem seu carro, pense muito bem, pode ser que um seguro seja a melhor opção.

Só pra reforçar, não tem merchandising nesse post...

I wish...

E aí, alguém já passou maus bocados por falta de um item desse?

É como minha mãe sempre diz: "Por falta de um grito, se perde uma boiada!"

Abraço a todos


quinta-feira, 13 de julho de 2017

Rendimentos com a Troca de Moedinhas - E Insight Frugal



Tô passando rapidamente pra narrar um fato que aconteceu esses dias. Na sorveteria que costumo(ava) ir com frequência (é... eu sei, péssimo costume) descobri que eles trocavam moedas, E PAGAVAM uma "comissão"!

Essa comissão é de 5%!

Então eu, que já guardava moedas num pequeno cofrinho em casa, não hesitei e fui lá trocar. Com 100 reais de moedas, eles me deram 105 reais      :O

Mesmo que pareça pouco, já é alguém me pagando "juros", os "rendimentos das moedinhas"!

Cara, são 5% numa tacada só!
Cada troco que eu recebo em moedas eu já guardo pensando nesse rendimento aí.

Me diz aí, onde que arruma um rendimento desses? Uma vez um colega meu, investidor, me disse, "se tu arrumar um rendimento de 5%, me avise, que eu vendo minha casa e te dou o dinheiro pra aplicar nesse negócio!"

Não dá pra trocar uma casa em moedinhas, blz! Também não é algo pra vender todos os seus títulos pra trocar moedas, até porque não tem demanda, estrutura, etc... MAS serviu pra algo maior pra mim:

Me fez perceber como é difícil conseguir rendimentos, mesmo pequenos, E COMO É FÁCIL GASTAR COM BESTEIRA.

No momento que eu trocava as moedas veio um rapaz, comprou um sorvete e pagou cerca de 5 reais! O valor que eu estava recebendo.

E aí veio um insight gigantesco na minha mente, TOMAR SORVETE É CARO!
Quanto eu já não gastei nessa sorveteria?!
Quanto eu já não gastei com esse tipo de coisa, sem necessidade?!

Simples assim! Decidi então parar de gastar com essas coisas pequenas, que de pouquinho em pouquinho vão minando um orçamento.
Um sorvetinho aqui, um cafezinho ali, um suco, um lanche, isso tudo são despesas muitas vezes totalmente desnecessárias.

Então esses poucos 5 reais que eu ganhei com certeza foram bem mais, porque a partir de agora eu não gasto com sorvete, chocolate (o batom já passou de 1 real, sério?!!), suquinho, lanche fora de hora e lugar, etc.
O lugar onde antes eu deixava bastante dinheiro, agora está me pagando.

"Um pequeno valor para o homem, um gigantesco aprendizado para a vida financeira.", diria o Neil Armstrong da blogosfera :D

"Ah cara, se é pra viver assim, vai logo pra um mosteiro, lá não vai gastar com nada."

Acontece que eu já falei que não vou deixar de viver pra economizar, de forma alguma. Só é preciso BASTANTE moderação. Não é preciso gastar com essas coisas quase todo dia. Fim de semana, num passeio romântico, um sorvete cai super bem. Mas separe um dinheiro pra isso. Planejamento é a chave.

Por isso que agora tudo que é moedinha eu guardo. Só deixo algumas poucas no carro pra quando precisa pagar um estacionamento, um flanelinha (é... às vezes é necessário), ou dar alguma ajuda.

Só não vale tá trocando as notas por moedas, e depois ir trocar as moedas de novo, pra ter juros sobre juros hehehehehe :P

Cada dia que passa eu aprendo algo novo sobre oportunidades de economizar e ganhar uns "rendimentozinhos".

E cada vez que eu venho aqui e escrevo sobre algo, é como se fosse ficando registrado permanentemente...
na minha mente...
e a mudança nos hábitos fica mais consistente...
do que apenas eu perceber e querer aplicar eficazmente.

Hehe :P

Abraço e fiquem com Deus.

quinta-feira, 6 de julho de 2017

Fechamento Positivo Junho/17



Já que esse blog é um Diário, então vamos aos relatos financeiros.

Querido diário...

(Também não precisa parecer uma menina de 12 anos, antes da era da Internet - já que as de hoje já choram nas redes sociais o amor perdido)

Bom, vamos lá. Final de mês e eu consigui fechar o orçamento positivo! Êêêê


Minha caminhada tem sido dura ao longo dos anos. Mas, depois de decidir mudar e começar a caminhada rumo à independência financeira, sinto que estou conseguindo abandonar certos hábitos, pensamentos e atitudes que destruíam a possibilidade de um dia ter uma renda passiva.


Não é fácil deixar de ser um gastador, pra ser um poupador! E essa é exatamente minha situação. Dava até um livro: "De gastador a investidor, uma história de sucesso."

Quem sabe um dia não escrevo um.

Pequenas economias feitas de forma constante foram essenciais para terminar no azul, tipo:

Deixei de pagar o cafezinho de todo dia, exatamente como disse o post (Não, não precisou ninguém sair correndo atrás de mim. Deixei de GASTAR com o cafezinho, tomando apenas onde vale a pena, onde é de graça hehe)
Também estou deixando de consumir o famigerado açaí. "Deixando" porque depois de um tempão sem alimentar o vício, eu fui comemorar... com açaí.
Acabei tendo uma dor de barriga, tamanha foi a bandeja.
Mas foi até bom, porque agora tomei abuso de vez. Melhor pro orçamento.

Outras mudanças foram, prestar mais atenção nos preços dos itens do supermercado. Não tomar mais líquido nas refeições, economizando com H2O limão (Minha opção pra não tomar refrigerantes). Comprar só o que tá na lista. E deixar de comprar certas coisas que no final eu não precisaria, seria mais luxo mesmo. Frugalidade, hehe

Também comecei dirigir mais prudentemente, acelerando gradativamente, sem arrancadas, usar menos o ar-condicionado do carro, tomar atalhos mais curtos ao ir para os lugares, e evitar no geral sair de carro.
Incrível, como essas coisas simples com o carro baixaram minhas despesas com gasolina de forma absurda!

Passei a almoçar no trabalho, em vez de ir ao restaurante TODA VEZ!
A cada 3 dias no trabalho eu gastava, 45 reais. Agora não chega a 25!

Como viajo pra trabalhar, parei de comer na viagem, e comecei a levar comida de casa. Bom pra saúde, evitando comer em lugares suspeitos, e bom pro bolso também.

Ah, quero deixar uma dica já meio batida, mas que nunca tinha usado direito e agora fez grande diferença:

DESAPEGA

Anunciei algumas coisas na Olx, coisas que não precisava mais tanto assim, tinha comprado na época da gastança, hehehehehe
E entrou uma grana pra reforçar.
Você acaba também aprendendo que não precisa de certas coisas, e passa a não comprar mais.

Minha situação atual é:
Comecei poupar bastante, mas como tenho empréstimos consignados a pagar, então estão na frente da fila, até porque os juros são de aproximadamente 2% a 3%. E os maiores e melhores investidores consistentes almejam uma rentabilidade dessas. E eu pagando pra Banco!
Tá na hora de parar de dar dinheiro pra banco, e deixar que eles paguem juros pra mim!

Como ainda estou pagando, pra depois poder investir corretamente, não faz sentido números, agora.

Mas já adianto que ver o banco me pagando juros da poupança, foi bom.
Mesmo que pouco, por guardar o dinheiro de pagar os empréstimos lá.

Tá certo que nem se compara com os valores que pago de juros nos empréstimos. Mas já deu pra ter uma sensação de renda passiva.

Pode parecer besteira, mas pra quem nunca poupou assim na vida, é gratificante. Ver o início da virada, parar de pagar juros, e passar a receber.


Por hoje é só. Tô me acostumando ainda com esse negócio de blog.

Abraço e fiquem com Deus.

Entremeios

Estou há um tempinho sem postar nada, e tava meio desanimado em escrever qualquer coisa. Mas aí, sempre acompanhando a blogosfera, e o blog...