sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Entremeios

Estou há um tempinho sem postar nada, e tava meio desanimado em escrever qualquer coisa.
Mas aí, sempre acompanhando a blogosfera, e o blogger, eu vi que o blog ainda tem visitas diárias, e muitas! Isso me deixou intrigado...

Então decidi voltar a postar. Afinal é um hobby, e que pode ajudar algumas pessoas, especialmente aquelas que se veem na situação que eu me encontrava antes de virar um poupador.

Tenho boas ideias para ótimos posts, aos poucos vou compartilhando.

Me desculpem o tempo parado, acho que é normal, principalmente no início de um blog.
Mas não quero ser como muitos outros que iniciam e param no meio da caminhada.

A busca da independência financeira continua, cada dia mais vejo oportunidades de economizar (já que por enquanto não tenho em mente investir pesado agora, só depois de quitar as dívidas).

Por exemplo, a TIM divulgou um novo pacote bem legal, e eu pude trocar de plano, pra um melhor, e pagar mais barato. Fiz isso pros outros números de casa também.
Legal é ver a atendente dizendo que: "o plano seria trocado automaticamente..."



Conversa fiada, eles só baixam o preço quando você LIGA, ou então AMEAÇA CANCELAR!

E isso é uma baita sacanagem. Se você não se ligar você fica meses, anos pagando mais por um serviço quando poderia tá pagando bem menos!


Também to lutando contra a conta de energia, essa é difícil de diminuir.
Já parei com banhos quentes, estou trocando as lâmpadas de casa por LED, e desligando aparelhos da tomada sempre que não sarão utilizados. Vamos ver no que vai dar, cena para os próximos capítulos.

O carro tá com um probleminha, fica vazando água, mas quase não molha em baixo. Segundo o mecânico, pode ser junta do cabeçote, aí tem que fazer retífica, e não vai sair por menos de 700,00 conto!

Minha reação ao receber a notícia do conserto do carro...


E lá se vai uma partezinha das minhas economias pra pagar os empréstimos...
Mas quem tem carro sabe que é assim mesmo. Difícil é ficar sem.
Vou ter que ficar de carro emprestado enquanto isso. Fazer o quê. Graças a Deus tenho quem empreste!

Ah, essa tenho que contar... Eu meio que sou um bezerro, tomo leite pra valer... Compro tanto leite que já me sugeriram comprar uma vaca pra economizar... Seria uma boa ideia, só se fosse SEM LACTOSE! Porque quem tem intolerância sofre!
Teriam que inventar um injeção de enzima Lactase pra colocar nas vaquinhas pra elas darem só leite ZERO LACTOSE!

"Whaaaat???..."

Aí, descobri que mesmo tomando sem lactose, o leite tá me fazendo mal!!!
E não só na digestão, parece que o negócio afeta até a respiração, estou buscando mais informações sobre isso. Mas por agora, menos cerca de R$ 100,00 de despesas com isso! Pelo menos.

Ah, o médico me oferecendo um exame de flora bacteriana intestinal (que o plano não cobre) por R$ 250,00 temers!

"Obrigado, Doutor."


Outra coisa, evitem fazer compras nos mercados no dia 01 do mês. Esse mês pude constatar uma baixa brusca do dia 01 pro dia 02 em vááááários itens! Detalhe, dia 01 o supermercado fica LOTADO.

Nesse mesmo supermercado descobri que o cafezinho é grátis, hehehe
E não é só o cafézinho, é o café do restaurante, ou seja, você pode colocar chocolate, leite, e fazer um belo capucchino, GRÁTIS!

- "Olá moça, bom dia, vim fazer umas compras e deu vontade de tomar um café..."
- "Pode entrar senhor, é cortesia"

- "Supermercado, prepare-se..."


Por hoje é só pessoal. Espero estar mais animado pra postar mais histórias, causos e dicas por aqui sempre...

Quem quiser comentar, fique à vontade!

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Minha Trajetória na Matrix e Fechamento de Julho Positivo

Estou bastante feliz por ter fechado mais um mês no azul.

AÊÊÊÊÊÊÊÊ!

UHUUUUUU!

É sério!

Não fechar no negativo (gastando menos do que ganhei) pode parecer tão simples pra 115,23% dos membros da blogosfera! Mas pra mim, que sempre, SEMPRE, SEMPRE ficava no negativo, gastando mais do que ganhava, minguando TODO mês, é uma conquista bem importante!

AHHHHH!



Desculpem a explosão, hehehehehe

Aplicando métodos consistentes de economia...
Explicados no blog, venho conseguindo POUPAR de verdade hehe

Cada mês que passa, consigo baixar ainda mais minhas despesas. Dá pra ver então como eram incrivelmente altas. Eu chegava a gastar com alimentação quase R$ 2000,00 (isso mesmo, colegas, 2000 absurdos de reais!) com ALIMENTAÇÃO (Pois é...)

Tudo começou quando eu morava fora de meu estado, mas também mantinha uma casa na minha terra, e mantinha também a casa de meus pais... e queria ter um padrão de vida como se eu só tivesse uma casa! Queria morar bem, comprar ótimos eletrodomésticos para casa (eu tinha DOIS ar-condicionados!), minha conta de energia vinha mais de 300 reais, só queria fazer mercado nos melhores e mais chiques da cidade, gastava horrores com saidinhas e passeios, comprei carro sem poder, viagens e mais viagens de avião pra visitar a família... e por aí vai.
Quando o salário não dava... CARTÃO;
Quando chegava a fatura... CHEQUE ESPECIAL;
Salário entrava... só dava pra cobrir o rombo;
E as despesas do mês? MAIS CARTÃO.

Até que eu descobri uma manobra muito ""legal"", o banco me permitia pagar a fatura de um cartão...


...com outro cartão!!!



Meu argumento pra isso: "Ah, vou juntar muitas milhas, e no final vai compensar!"

Não compensou


Quando não tinha mais cartão pra pagar os cartões... Recorri a outra ferramenta muito """útil""", o empréstimo consignado, direto no contra-cheque.
Pra pagar as dívidas com juros mais altos e poder me equilibrar, SQN.
Continuei gastando mais do que ganhava.

Agora imaginem a situação da pessoa aqui: Cheio de dívida, por que? Por gastar mais do que ganhava, pois o salário não era suficiente para cobrir minhas despesas. Qual a solução que eu achei que seria boa? Diminuir o salário, isso mesmo!!! Essa vai pros melhores momentos do "Bola Murcha da Blogosfera!"

Foi tanto consignado que eu já era cliente VIP da financeira!

    <<< Se você vir alguém com uma dessas... já sabe!


Só não fazia mais empréstimos, porque a margem consignável já tava no limite!!!

Uma hora a bomba ia explodir...



E imaginem só...  explodiu bonito!

Contas atrasadas, sem dinheiro pra pagar.... fui forçado a negociar TUUUDO, diminuir as despesas, e finalmente tomar a decisão correta, como diria Robert T. Kiyosaki: Percebi o buraco, e PAREI DE CAVAR.

Vendi o carro, comprei um usado bem antigo, só pra não ficar a pé, e usei a diferença pra quitar algumas dívidas. Negociei outras. Fui literalmente forçado a abrir mão do estilo de vida legal que eu tinha, e me acostumar ao novo padrão de vida. Mas foi necessário. Continuei ajudando minha família, pois isso era, e é, essencial. Desci apenas o meu padrão, e fiz alguns ajustes nas ajudas.

Mas ainda eu atuava de forma modesta, pois TODO mês ficava no negativo, bem menos que antes, mas ainda ficava. Os consignados foram meu ponto fraco, pois não tinha como quitá-los antes do tempo, e sem o salário completo ficava mais difícil de me manter e retomar a vida financeira.

Durante os últimos 4 anos eu fiquei em banho maria, esperando os consignados acabarem. Nesse tempo eu comecei buscar alternativas, estudar meios de melhorar de vida. No início comecei estudando pra outro concurso, pra poder recuperar o antigo padrão de vida, e poder o quê?? Gastar mais!

Raios de Lei de Parkinson!

Voltar pra Matrix não funciona... que o diga o Cypher.



Com o tempo eu fui vendo e aprendendo que o certo não era melhorar a renda pra gastar mais, eu deveria começar aprendendo viver com menos. E continuar tentando melhorar a renda sim, mas agora pra melhorar os aportes. E aqui nos blogs eu pude ter um bom aprendizado de vida frugal.

Agora vocês entendem minha comemoração ao terminar mais um mês bem positivo. Pois estou conseguindo poupar cerca de 15% da minha renda! Pra quem estava naquela situação, é um baita resultado, e eu queria divulgar aqui, pra incentivar todas aquelas pessoas que estejam passando por algo parecido.

É possível sair dessa Matrix, e passar a controlar bem suas finanças!


Ainda faltam 2 consignados, mas esses eu vou ter o PRAZER de quitar antes do tempo, e deixar de pagar juros pra banco! Eu ainda tinha o pensamento de investir esse dinheiro poupado, mas depois de alguns cálculos, eu vi que seria um "rendimento" muito melhor quitar os empréstimos, já que eles têm juros em torno de 2 a 3% ao mês, e qualquer investidor consistente sabe que isso é um BAITA rendimento!

Etapas a serem seguidas:
1- Continuar diminuindo despesas
2 -Quitar os consignados restantes
3- Montar o colchão de emergência
4- Iniciar na Renda Fixa
5- Aportar na Renda Variável de 20 a 30%
6- Ser consistente
7- Atingir a Independência Financeira

Se Deus quiser, atingirei essas metas e registrarei aqui nesse DIÁRIO o andamento, e as histórias durante essa caminhada.

Espero que tenham gostado desse relato.

Abraço pra todos.


terça-feira, 1 de agosto de 2017

Lucrei Muito Sendo Simpático



De uns anos pra cá venho percebendo que ser simpático com as pessoas tem um efeito bem positivo no lado financeiro. Primeiramente as pessoas se abrem mais pra quem age assim e acabam cedendo em muitas coisas. E também o fato de que você acaba fazendo amizades das quais podem surgir ótimas oportunidades no futuro.
Sendo assim, aqui está um post contando os casos em que realmente eu lucrei por simplesmente ser simpático com alguém.

Sempre fui muito fechado durante a adolescência, talvez os hormônios, ou frescura mesmo. Quando comecei minha vida profissional eu comecei interagir mais. Ainda na faculdade eu li um livro sobre linguagem corporal, e pude perceber como o nosso agir tinha  influência nas pessoas. Isso me deixou intrigado. Eu também comecei assistir séries e filmes, e uns dos que eu mais gostava eram aqueles que envolvia certa persuasão.

No filme Prenda-me se For Capaz, com Leonardo DiCaprio e Tom Hanks, quem assistiu sabe que o moleque era muito esperto pra persuadir as pessoas a sua volta, conseguindo com isso ludibriar até os mais difíceis de serem enganados.
Porém ele usava essa "técnica" aprendida com o pai para aplicar golpes, se passar por profissionais diplomados como advogado, médico e até piloto de avião!

Mas algo que me intriga até hoje é ver como as pessoas se abrem à simpatia, como mostrado no filme. Daí eu fui deixando de ser tão isolado na minha e comecei tentando ser simpático com todo mundo, mas com o propósito certo, ao contrário do personagem do DiCaprio, pra ver o que acontecia. E o resultado tem sido surpreendente!

Além de fazer várias novas amizades, criar novos contatos, aumentar a rede de relacionamento, já consegui mega descontos em produtos, refeições (até já me dispensaram de pagar), já consegui entrar em locais depois de passar a hora. Sempre que alguém diz "não pode", "não dá", "isso é difícil pra ser feito", e eu entro com a simpatia em ação. Mesmo com a pessoa mais 'cara fechada' que seja. Ainda que não consiga, pelo menos a pessoa vai se esforçar ao máximo pra tentar te ajudar!

No restaurante que sempre peço minhas refeições, eu procuro ser simpático sempre, não só quando ligo pedindo, mas principalmente quando vou lá pessoalmente. Eu sempre peço algo "a mais", não incluso normalmente, e eles dão com a maior satisfação. Pessoas que eu não conhecia, já fiz amizade rapidamente sendo simpático, e já colho frutos.

IMPORTANTE
Que ninguém ache que faço isso tudo por interesse, vai muito além. Você conhece pessoas, faz amizades, cria laços, isso é muito importante.
Mas o efeito financeiro é real. Então, se de algo bom, que você se sente bem, ainda colher algum retorno financeiro, é bem vindo.

E é dessa parte de que estou falando nesse post.

No ambiente de trabalho, sendo simpático, solícito, aberto pra ouvir as pessoas, você acaba caindo na graça da chefia. Conseguindo promoções, aumento de salário, bons locais pra trabalhar, tarefas melhores, menos pressão do chefe. São inúmeros benefícios. E se você for chefe, vai conseguir a empatia dos funcionários, fazendo-os renderem mais, vai melhorar a visão que o seu cliente tem de seu negócio, enfim, benefícios da simpatia.

Imagine o contrário, aquela pessoa fechada, que praticamente não sorri, não dá bom dia, não conversa com os outros, não ouve, ignora os problemas dos outros ao redor, não consegue nem dizer obrigado para um caixa de supermercado, só porque ele ""está apenas cumprindo a obrigação!""
Alguém assim está perdendo tamanhas oportunidades. Fora que todo mundo vai achar você super chato!

"Ah cara, esse é meu jeito, me aceite quem quiser. Quem não quiser, tô nem aí! Não vou mudar só porque as pessoas, a convenção social, ou o bom senso dizem pra fazer!"

Só tenho uma coisa a dizer gafanhoto, quem sai perdendo é você. Muito dificilmente virão boas oportunidades pra quem se isola no mundo, e é mais frio que freezer no Alaska.


Não é pra fingir, é pra se interessar realmente.
Ser atencioso, bom ouvinte, uma pessoa que transmite positividade.

Não é pra ser falso! Pois isso é pior que ser uma pessoa fechada. Em algum momento vão descobrir a falsidade, e as coisas vão sair muito pior pra quem tentou agir assim apenas pra manipular!

Estou falando de ser verdadeiramente uma pessoa simpática, extrovertida, alegre, de bem com a vida, que se interessa pelos outros!

OK?!!

"Diário, e como conseguir ser mais simpático pra conseguir esses desconto tudo aí?"

Algumas dicas que eu dou e que funcionaram e ainda funcionam muito bem são:

- Sempre trate as pessoas com máxima cordialidade, sorrindo sempre e olhando no olhos. Bom dia.. Boa tarde.. Boa noite.. Obrigado.. Não há de quê.. mesmo pras pessoas e situações mais simples possíveis.
Pagou a caixa do supermercado? Agradeça e deseje que tenha um bom trabalho. Vai a alguma loja? Além disso que falei acima, puxe assunto, fale sobre o clima, sobre o produto que tá comprando, ACEITE o cafezinho ou a água que oferecem.
PEGUE a porcaria do panfleto, olhe pra pessoa, sorria e agradeça. Deixar o entregador no vácuo deixa uma péssima sensação, não só pra ele, mas também pra quem estiver a sua volta vendo. Mesmo que você jogue o panfleto no lixo mais à frente.
Mesmo as pessoas mais carrancudas e fechadas são capazes de se abrir se você chegar com toda HUMILDADE e simpatia possível!


<<< Será que uma pessoa assim vai conseguir a boa vontade de alguém??



Ou será que sorrindo é mais fácil?? >>>










- Se você não conhece a pessoa, e tem pouco ou quase nenhum contato, não pergunte o nome, chame apenas por moço/moça, senhor/senhora.
Uma dica excelente é chamar de "moça" mesmo àquelas que aparentam ter uns 40 a 60 anos e você vê que querem aparentar ser mais novas. Deixe o "senhora" para aquelas que já se assumiram como tal.
Isso tem um poder persuasivo GIGANTESCO, pode acreditar. Você vai ficar muito bem na fita com a pessoa.

Agora se você sabe que vai interagir constantemente com alguém, aí sim, pergunte o seu nome, e só trate a pessoa por ele a partir de agora. TRATE DE NÃO ESQUECER, pois isso é pior que não ter perguntado. Nem que você tenha que anotar.

Essa dica do nome, somada àquela da cordialidade, tem 99% de chance de deixar a pessoa TOTALMENTE confortável e acessível. Quer elevar esse índice pra 110%? Ouça o que quer que essa pessoa tenha a dizer, e MOSTRE INTERESSE, você vai ver mais portas se abrirem do que corrida de cavalo quando dá a largada.


Portas se abrindo quando alguém deixa de ser fechado e passa a ser mais simpático.

A partir desse momento, sempre que você vir aquela pessoa, chame-a pelo nome, e lembre do que ela conversou com você! Pergunte como ficou a situação que ela te contou.

Isso é extremamente útil para ter acesso à pessoa.

Se você chegar a esse nível, terá uma ponte gigantesca com a pessoa.

Exemplo, teve uma época em que eu vendia perfumes de porta em porta. Todos os que eu abordava e fidelizava, eu procurava memorizar os principais pontos de qualquer coisa que me contassem. E nas próximas visitas eu sempre puxava assunto pelo que ela disse da última vez. Era infalível, sempre saía com mais vendas feitas.

Outro exemplo, com os flanelinhas na rua. Ao estacionar, quando vou sair sempre dou algumas moedinhas, 20, 30, ou, quando muito, 50 centavos. Geralmente eles não gostam de receber tão pouco, mas quando dou as moedinhas com uma boa dose de simpatia e dizendo "da próxima vez te dou novamente", o semblante deles muda. Podem não ficar alegres, mas pelo menos não vão riscar seu carro, porque verão sua boa vontade.
Simpatia amigo, simpatia!

"POR QUE ISSO ACONTECE, DIÁRIO?"

É simples. O mundo está tão violento, tão corrido, tão ativo, com as pessoas se isolando cada vez mais em seus carros, apartamentos, se isolando em suas vidas, é comum que haja uma eterna desconfiança com o próximo.
Então, quando se vê alguém educado, cordial, gentil, interessado em nos ouvir, pronto a ajudar, colocamos pra fora toda nossa vontade reprimida de interagir, de confiar, de ajudar, que acaba acontecendo tudo isso que falei.

Diante disso, cabe a você decidir se quer ser uma pessoa simpática ou alguém fechado e isolado, tão determinado à atingir a IF que se esquece das pessoas!

Saiba que agir de forma simpática pode te ajudar a chegar lá mais rápido.

E aí? Gostou? Já teve alguma experiência assim?

Depois eu vou fazer um post só sobre linguagem corporal e persuasão, e como isso de fato funciona ;)
Wait for it!

Abraço a todos! :D

domingo, 23 de julho de 2017

5 Passos para Montar um Orçamento - Guia Básico



Não vê a hora de estar numa praia dessas, sem dívidas, só curtindo? Então leia esse post, e dê início à virada financeira na sua vida.

Se você está finalmente querendo sair da berlinda financeira, decidiu mudar atitudes, quer que sobre dinheiro no fim do mês, e não que sobre mês no fim do dinheiro, leu em algum lugar que é preciso fazer um orçamento doméstico pra conseguir controlar as finanças, mas ainda não tem ideia de como fazer isso. Acompanhe esse post que você já vai sair daqui um economista...

...pelo menos com certeza vai bater 90% das pessoas, que vivem como náufragos financeiros, navegando de cartão em cartão, de cheque especial para empréstimo, comprando o que não precisa, pra agradar quem não gosta, com dinheiro que não tem (eita chavão!)

Se seguir essas dicas simples à risca, e se mantiver firme, você terá um futuro financeiro, e não somente rombos financeiros. Ok?



Sigamos em frente...


1- DEFINA SUAS RECEITAS

Pegue uma folha de papel, e escreva tudo que você ganha. Salários, comissão, aluguéis. Se não for fixo, faça uma média PRUDENTE (Prudente não é Colgate!)
É pra estabelecer um valor conservador, por baixo.

Some tudo.


2- DEFINA SUAS DESPESAS

Primeiro anote as fixas:
Aluguel, Plano de Saúde, Telefone, Internet, Energia, Banco etc.

Fixo não é o valor, mas sim a despesa que você SEMPRE tem, e que pode estabelecer um valor médio com facilidade.

Depois anote as despesas variáveis. Mais uma vez, faça uma média: Alimentação, Transporte, Lazer.

*Cartão de crédito, SE TIVER, não é nem fixa, nem variável, será outra classificação - DÍVIDA!

Por último, ainda nas despesas, as DÍVIDAS: Prestação do Carro, Émpréstimos, Parcelas do Cartão de Crédito* (Próximo post será sobre a questão dos Cartões, wait for it!)


3- AGORA SUBTRAIA


Diminua do valor das receitas as despesas totais. Se o saldo for positivo, você está no caminho certo. Se for negativo, então você tem duas opções:

- Aumente suas receitas
- Diminua suas despesas

Não há atalhos, não há alternativas!

Aqui no blog há várias dicas de como seguir a segunda opção.


4- CADERNINHO DE ANOTAÇÕES



Agora a parte chata, que 110% das pessoas não seguem à risca. E por isso não sabem em que gastam. Dizem que sabem, mas não é verdade.

Anote tudo que gasta. Ande com esse caderninho pra cima e pra baixo. Ou baixe um aplicativo e leve no celular. O ruim dos App financeiros é que ficam no meio de vários outros, e acabam perdidos, junto com suas possibilidades de melhorar a vida financeira!
O caderninho vai estar lá pra isso!

Tente classificar cada gasto de acordo com os itens do orçamento que você escreveu nas DESPESAS.
Tipo,
Saiu pra lanchar = Lazer
Pagou aluguel = Aluguel
Abasteceu o carro = Transporte
Fez mercado = Alimentação
Pagou uma conta de telefone = Telefone óbvio

Ao fim do mês, separe todos os gastos por categorias. E com essa importante informação, monte o próximo orçamento. Assim, cada vez mais, ele vai se aproximando da realidade.

No próximo mês, enquanto anota as despesas, já vá subtraindo do total do item.
Tipo,
Estabeleceu 500 reais pra alimentação e gastou 100 no mercado. Agora só faltam 400. Estabeleceu 200 pra lazer, chutou o pau da barraca e saiu pra jantar fora em alguma comemoração e gastou 150! Agora vai ter que passar o resto do mês com 50 reais pra lazer.

Algo que me desanima, é anotar os centavos. O que eu faço? Aproximo minhas despesas pra cima, sempre, e a diferença de moedas, guardo num cofrinho. Quando tenho várias, eu troco por notas, e ainda ganho com isso.
Tipo,
Almocei fora e deu 9,80
Anoto:
ALMOÇO - 10,00 - ALIMENTAÇÃO
E coloco 0,20 centavos no cofrinho! :D
Isso tira aquela pressão de registrar "até" os centavos.


5- CONSOLIDAÇÃO

Faça isso diariamente, com regularidade, lembre que seu sucesso ou seu fracasso financeiro depende disso. Depois de uns 3 meses, você já vai ter uma boa noção de que ralo estava sugando seu dinheiro, para que buraco ele estava indo. Coisas que você achava que não gastava muito, você vai tomar um choque de realidade. Depois de 6 meses fazendo isso, você já pode se considerar consolidado. Agora é só manter o hábito.

Fazendo isso de forma regular, você vai finalmente manter suas finanças sob controle, e saber onde está gastando de fato. Depois disso, vem a segunda parte (fica pro próximo post da série), onde você vai aprender o que fazer com o dinheiro pra conseguir a liberdade financeira.
Mas se você chegou até aqui, e está conseguindo controlar suas finanças, já pode comemorar, pois a grande maioria não faz nem metade disso!




Só não adianta controlar as finanças, MAS NÃO TER AS FINANÇAS SOB CONTROLE!
Acredite, isso acontece!
Controlar tudo que gasta, mas gastar mais do que ganha. Está nadando pra trás.

E aí, o que achou? Você já tem o hábito de controlar rotineiramente suas despesas? Onde isso te ajudou?

Um abraço e boa sorte nessa caminhada.

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Dicas pra Quem Não Pode (ou Não Quer) Pagar Seguro de Carro



E aí turma da blogosfera, e você que veio procurar mais uma dica legal pra economizar. Vim aqui pra dar umas dicas boas pra você que não aceita os valores absurdos cobrados pelas seguradoras, sem falar nos critérios altamente justificados para as diferenças de preços.

- Menor idade, fica mais caro
- Mulher como motorista, mais barato
- Leva cachorro nos passeios, mais caro
- Poliu o carro com cera original, mais barato

Convenhamos, tem horas que as seguradoras parece que tiram na sorte os critérios, e o valor vai lá pra cima.

Eu sou a favor sim do carro ter seguro, afinal a violência tá muito forte em relação a roubo de carros.
Principalmente se for um carro mais novo, mais caro.. logo, mais visado.

Mas a grande maioria de quem quer poupar, e economizar com veículo, acaba tendo um carrinho mais simples, popular básico, apenas pra transporte (meu caso).
Aí se colocar um seguro, os custos aumentam significativamente.
Logo, muitos pensam em não fazer seguro e confiar e torcer pra nada acontecer.

Se você está nesse grupo, ou pensa nisso, seguem algumas dicas muito boas pra você não ficar na mão se tentarem roubar seu carro.

1- Coloque um rastreador

Definitivamente uma peça útil. Com um desses é possível saber em tempo real onde tá o veículo. E tem uns que ainda bloqueiam o combustível do carro  bastando apenas um comando via SMS.

A dica aqui é comprar um bom equipamento pela Internet, e mandar um técnico instalar. Porque se for direto no técnico, pra comprar o rastreador que ele vende, pode sair muito caro.

Eu uso esse daqui:



(Não tô fazendo propaganda não, quem dera já estar nesse nível de receber por merchandising hehe :D )

Custa em torno de 120 reais. Paguei 100 reais pra colocar. Alguns cobram um pouco mais caro. Mas nada que uma boa pesquisa não te ajude a achar o mais barato.
Não gastei nem 300 reais, isso incluindo chip e créditos pra colocar no rastreador (precisa de um chip e créditos)

Aí, se alguém levar seu carro, seja estacionado ou com você dirigindo, numa abordagem de assalto, basta entregar o veículo SEM REAÇÃO. Vá pra casa tranquilamente, acione a polícia, informe a situação e diga que o carro tem rastreador e sabe onde ele está. Através de um dos celulares que você cadastrou nele, (dá pra 5 números) você bloqueia e rastreia seu veículo.

2- Cadeados

Essa dica é excelente, simplesmente trancar o carro com cadeados. Eu uso dois tipos, e asseguro a você, bandido nenhum vai querer ter trabalho dobrado pra levar um carro. Ladrão de carro leva os mais fáceis, ou mais suscetíveis, dos donos mais desatentos, que estacionam na rua, sem nenhuma segurança.

Eu uso esses dois tipos:


Cadeado para embreagem/freio e volante;
Com ele o mala não vai ter como girar a direção, nem frear. Impossibilitando dirigir.



Cadeado para câmbio e freio de mão.
Esse é um dos melhores. Não dá pra sair com o carro assim, o bandido vai ter que fugir em primeira marcha, e com o freio de mão puxado. Nem o carro do Batman!

Com esses dois cadeados o veículo vai ficar igual carcaça de carro que serve de lanchonete, não sai do canto!

Há outros tipos, como a trava de pedais ou o só de volante, mas essa trava de pedal deve ser horrível pra colocar, e o só de volante eu acho meio grande e aparece muito. Se bem que o cadeado ficando visível afasta o ladrão, ele sequer chega perto do veículo.




Garanto a você que ninguém vai querer ter trabalho pra assaltar um carro com cadeados bem trancados!

3- Dicas gerais

Outras coisas que todo mundo já sabe são:
- Ter um bom alarme no carro (muitos rastreadores já vem com essa opção);
- Não estacionar em locais perigosos
- NUNCA esquecer o carro aberto
(Parece óbvio, mas você se surpreenderia se soubesse o tanto de gente que se esquece disso!)
- Não deixar objetos de valor dentro do automóvel

Infelizmente, contra incêndios e colisão, só um seguro mesmo. Mas se você acha que a probabilidade é pequena, então pense bem. Pode valer a pena não ter um seguro pra evitar esse alto gasto pra quem tem carro.
Já se você dirige muito, viaja muito, e principalmente se OUTROS dirigem seu carro, pense muito bem, pode ser que um seguro seja a melhor opção.

Só pra reforçar, não tem merchandising nesse post...

I wish...

E aí, alguém já passou maus bocados por falta de um item desse?

É como minha mãe sempre diz: "Por falta de um grito, se perde uma boiada!"

Abraço a todos


quinta-feira, 13 de julho de 2017

Rendimentos com a Troca de Moedinhas - E Insight Frugal



Tô passando rapidamente pra narrar um fato que aconteceu esses dias. Na sorveteria que costumo(ava) ir com frequência (é... eu sei, péssimo costume) descobri que eles trocavam moedas, E PAGAVAM uma "comissão"!

Essa comissão é de 5%!

Então eu, que já guardava moedas num pequeno cofrinho em casa, não hesitei e fui lá trocar. Com 100 reais de moedas, eles me deram 105 reais      :O

Mesmo que pareça pouco, já é alguém me pagando "juros", os "rendimentos das moedinhas"!

Cara, são 5% numa tacada só!
Cada troco que eu recebo em moedas eu já guardo pensando nesse rendimento aí.

Me diz aí, onde que arruma um rendimento desses? Uma vez um colega meu, investidor, me disse, "se tu arrumar um rendimento de 5%, me avise, que eu vendo minha casa e te dou o dinheiro pra aplicar nesse negócio!"

Não dá pra trocar uma casa em moedinhas, blz! Também não é algo pra vender todos os seus títulos pra trocar moedas, até porque não tem demanda, estrutura, etc... MAS serviu pra algo maior pra mim:

Me fez perceber como é difícil conseguir rendimentos, mesmo pequenos, E COMO É FÁCIL GASTAR COM BESTEIRA.

No momento que eu trocava as moedas veio um rapaz, comprou um sorvete e pagou cerca de 5 reais! O valor que eu estava recebendo.

E aí veio um insight gigantesco na minha mente, TOMAR SORVETE É CARO!
Quanto eu já não gastei nessa sorveteria?!
Quanto eu já não gastei com esse tipo de coisa, sem necessidade?!

Simples assim! Decidi então parar de gastar com essas coisas pequenas, que de pouquinho em pouquinho vão minando um orçamento.
Um sorvetinho aqui, um cafezinho ali, um suco, um lanche, isso tudo são despesas muitas vezes totalmente desnecessárias.

Então esses poucos 5 reais que eu ganhei com certeza foram bem mais, porque a partir de agora eu não gasto com sorvete, chocolate (o batom já passou de 1 real, sério?!!), suquinho, lanche fora de hora e lugar, etc.
O lugar onde antes eu deixava bastante dinheiro, agora está me pagando.

"Um pequeno valor para o homem, um gigantesco aprendizado para a vida financeira.", diria o Neil Armstrong da blogosfera :D

"Ah cara, se é pra viver assim, vai logo pra um mosteiro, lá não vai gastar com nada."

Acontece que eu já falei que não vou deixar de viver pra economizar, de forma alguma. Só é preciso BASTANTE moderação. Não é preciso gastar com essas coisas quase todo dia. Fim de semana, num passeio romântico, um sorvete cai super bem. Mas separe um dinheiro pra isso. Planejamento é a chave.

Por isso que agora tudo que é moedinha eu guardo. Só deixo algumas poucas no carro pra quando precisa pagar um estacionamento, um flanelinha (é... às vezes é necessário), ou dar alguma ajuda.

Só não vale tá trocando as notas por moedas, e depois ir trocar as moedas de novo, pra ter juros sobre juros hehehehehe :P

Cada dia que passa eu aprendo algo novo sobre oportunidades de economizar e ganhar uns "rendimentozinhos".

E cada vez que eu venho aqui e escrevo sobre algo, é como se fosse ficando registrado permanentemente...
na minha mente...
e a mudança nos hábitos fica mais consistente...
do que apenas eu perceber e querer aplicar eficazmente.

Hehe :P

Abraço e fiquem com Deus.

quinta-feira, 6 de julho de 2017

Fechamento Positivo Junho/17



Já que esse blog é um Diário, então vamos aos relatos financeiros.

Querido diário...

(Também não precisa parecer uma menina de 12 anos, antes da era da Internet - já que as de hoje já choram nas redes sociais o amor perdido)

Bom, vamos lá. Final de mês e eu consigui fechar o orçamento positivo! Êêêê


Minha caminhada tem sido dura ao longo dos anos. Mas, depois de decidir mudar e começar a caminhada rumo à independência financeira, sinto que estou conseguindo abandonar certos hábitos, pensamentos e atitudes que destruíam a possibilidade de um dia ter uma renda passiva.


Não é fácil deixar de ser um gastador, pra ser um poupador! E essa é exatamente minha situação. Dava até um livro: "De gastador a investidor, uma história de sucesso."

Quem sabe um dia não escrevo um.

Pequenas economias feitas de forma constante foram essenciais para terminar no azul, tipo:

Deixei de pagar o cafezinho de todo dia, exatamente como disse o post (Não, não precisou ninguém sair correndo atrás de mim. Deixei de GASTAR com o cafezinho, tomando apenas onde vale a pena, onde é de graça hehe)
Também estou deixando de consumir o famigerado açaí. "Deixando" porque depois de um tempão sem alimentar o vício, eu fui comemorar... com açaí.
Acabei tendo uma dor de barriga, tamanha foi a bandeja.
Mas foi até bom, porque agora tomei abuso de vez. Melhor pro orçamento.

Outras mudanças foram, prestar mais atenção nos preços dos itens do supermercado. Não tomar mais líquido nas refeições, economizando com H2O limão (Minha opção pra não tomar refrigerantes). Comprar só o que tá na lista. E deixar de comprar certas coisas que no final eu não precisaria, seria mais luxo mesmo. Frugalidade, hehe

Também comecei dirigir mais prudentemente, acelerando gradativamente, sem arrancadas, usar menos o ar-condicionado do carro, tomar atalhos mais curtos ao ir para os lugares, e evitar no geral sair de carro.
Incrível, como essas coisas simples com o carro baixaram minhas despesas com gasolina de forma absurda!

Passei a almoçar no trabalho, em vez de ir ao restaurante TODA VEZ!
A cada 3 dias no trabalho eu gastava, 45 reais. Agora não chega a 25!

Como viajo pra trabalhar, parei de comer na viagem, e comecei a levar comida de casa. Bom pra saúde, evitando comer em lugares suspeitos, e bom pro bolso também.

Ah, quero deixar uma dica já meio batida, mas que nunca tinha usado direito e agora fez grande diferença:

DESAPEGA

Anunciei algumas coisas na Olx, coisas que não precisava mais tanto assim, tinha comprado na época da gastança, hehehehehe
E entrou uma grana pra reforçar.
Você acaba também aprendendo que não precisa de certas coisas, e passa a não comprar mais.

Minha situação atual é:
Comecei poupar bastante, mas como tenho empréstimos consignados a pagar, então estão na frente da fila, até porque os juros são de aproximadamente 2% a 3%. E os maiores e melhores investidores consistentes almejam uma rentabilidade dessas. E eu pagando pra Banco!
Tá na hora de parar de dar dinheiro pra banco, e deixar que eles paguem juros pra mim!

Como ainda estou pagando, pra depois poder investir corretamente, não faz sentido números, agora.

Mas já adianto que ver o banco me pagando juros da poupança, foi bom.
Mesmo que pouco, por guardar o dinheiro de pagar os empréstimos lá.

Tá certo que nem se compara com os valores que pago de juros nos empréstimos. Mas já deu pra ter uma sensação de renda passiva.

Pode parecer besteira, mas pra quem nunca poupou assim na vida, é gratificante. Ver o início da virada, parar de pagar juros, e passar a receber.


Por hoje é só. Tô me acostumando ainda com esse negócio de blog.

Abraço e fiquem com Deus.

Entremeios

Estou há um tempinho sem postar nada, e tava meio desanimado em escrever qualquer coisa. Mas aí, sempre acompanhando a blogosfera, e o blog...